Nanã Trio

Juntas há cerca de dois anos, Rebecca Melo, Glória Costa e Lygia Carvalho formam o Nanã Trio, um grupo vocal feminino inspirado em referências como o Quarteto em Cy, MPB4, As Moendas. Como projeto inicial, o grupo concebeu o show "À Flor da Pele - a Mulher na obra de Chico Buarque", muito bem recebido pelo público. No 2º projeto, reverencia as tradições regionais do forró raiz no show "Mungunzá".

E-mail: nana.triovocal@gmail.com

Telefone Público: (79) 99128-9952

Descrição

Com trajetórias distintas na música, Rebecca Melo (jornalista), Lygia Carvalho (arquiteta) e Glória Costa (escritora, roteirista e servidora pública) resolveram se unir para formar o Nanã Trio em 10 de abril de 2016. Desde então, das aulas de harmonização com Lina Sousa às aulas de técnica vocal com Jeanine de Bona, o grupo vem se aperfeiçoando, com o objetivo de levar aos palcos sua identidade, em arranjos exclusivamente pensados para a interpretação do trio.

Inspirado em grupos como Quarteto em Cy, MPB4, As Moendas, Nanã Trio tem uma vasta lista de referências na Música Popular Brasileira. A maior delas, contudo, inspirou o projeto inicial do grupo: a concepção do show "À Flor da Pele - a Mulher na obra de Chico Buarque", que, passeando por inserções de poesia e dança, com roteiro de Glória Costa e cenografia de Lygia Carvalho, teve grande aceitação do público. Destaque para os arranjos primorosos assinados pela direção musical de Denisson Cleber (violões), e execução de Fábio Cavalieri (baixo acústico), Lucas Campelo (sanfona e piano), Odilio Saminez (percuteria) e Daniel Melo (flauta transversal).

Nas palavras de Eloisa Galdino, ex-secretária de Estado da Cultura e da Comunicação, "o projeto é um mergulho cuidadoso no eu-lírico feminino que Chico encarna de maneira arrebatadora e sensível em sua música: a amante, a mãe, a apaixonada, a consciente, a dona de casa, muitas, quase todas. A genialidade do artista - mais o trabalho de pesquisa e apuro profissional das meninas do Nanã Trio - produzem um espetáculo marcante, belo, esteticamente delicado, visualmente encantador. Os detalhes da produção mostram uma maturidade profissional em todos os sentidos, do figurino ao cenário, passando pelo trabalho de preparação vocal, roteiro e direção artística. Uma experiência interessante de fruição artística, que merece o registro e o reconhecimento".

No seu segundo projeto, Nanã Trio reverencia as tradições regionais do forró raiz no show "Mungunzá - quente, gostoso e coisa nossa!", com um repertório que passeia por clássicos de Luiz Gonzaga, Dominguinhos, Sivuca, Trio Virgulino, Trio Nordestino, Joésia Ramos, Clemilda, além de músicas próprias - composições de Gloria Costa e Lucas Campelo.

Galeria

evento entre e Baixar Planilha

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem